Criação de codorna dá dinheiro?

O que pode ser considerado um bom negócio? Se você acha que é aquele que tem um baixo investimento, muitas vantagens e retorno rápido, então a criação de codornas é um bom negócio, é promissor e sim, pode lhe dar um bom dinheiro.

A criação de codornas é uma ótima alternativa de negócio, mas para isto você precisa buscar conhecimento. Existe muito material disponível para quem deseja empreender na criação de codornas. Busque informações e a experiência de quem já está no ramo.

criação de codornas

É o tipo de negócio que você pode começar pequeno e crescer gradativamente ao longo do tempo. Para isto pesquise as possibilidades para a colocação do seu produto.

As pessoas que já investiram neste negócio comprovam que é um negócio lucrativo. Um dos fatores que possibilitam isto é que a criação oferece muitas vantagens e poucas desvantagens.

Algumas vantagens de investir em criação de codornas:

  • Baixo custo de investimentos inicial;
  • Mínimo capital de giro;
  • Rápido retorno do capital investido;
  • As codornas são aves de pequeno porte e por isso a estrutura inicial pode ser pequena, dependendo do número de aves que você vai iniciar é claro;
  • Custo de alimentação baixo, se comparado com outras aves;
  • Mínima mão de obra. Dependendo do número de aves que vai iniciar, você mesmo pode cuidar da alimentação e da limpeza;
  • Com aproximadamente 45 dias as aves já iniciam a postura;
  • Com aproximadamente 50 dias estão prontas para o abate;
  • Sua criação pode ser destinada a postura, corte ou ambos;
  • A carne e os ovos de codorna são alimentos ricos em nutrientes e de fácil colocação no mercado;
  • É um mercado em expansão, pois os consumidores só aumentam.
  • As codornas são aves bem resistentes as doenças o que reduz o risco de perda.

Para que sua criação de codornas dê certo e você possa ganhar dinheiro é necessário tomar algumas precauções com o seu projeto.

Pesquise sobre o local, a estrutura do cativeiro, onde comprar as gaiolas e tudo que você vai precisar para que seu negócio tenha êxito. Lembre-se que seu conhecimento, seu tempo e sua dedicação podem fazer toda a diferença.

 

Avanços da ciência contra a impotência sexual

A impotência sexual é um problema que é realmente muito mais comum do que se imagina. Isso porque mais de 50% dos homens que apresentam mais de 40 anos de idade sofrem com o problema.

No entanto, esse é um tipo de problema que não se restringe apenas aos mais velhos. Ele também pode acontecer com jovens que estão iniciando a sua vida sexual, embora, normalmente, os motivos sejam diferentes.

Justamente por isso é que a ciência está cada vez mais buscando alternativas para resolver o problema de uma vez por todas, visto que a impotência ainda é um problema que não tem cura, apenas tratamento.

Sendo assim, vamos conhecer os principais avanços da ciência contra a impotência sexual.

  1. Células-tronco

Esse tipo de tratamento contra a impotência sexual ainda está em fase de estudos clínicos, mas os resultados prévios já são bastante promissores.

Nesse caso, as células-tronco são injetadas diretamente no pênis para ajudar em sua recuperação, o que é bastante simples, visto que se trata de um órgão externo.

O mais importante é salientar que vai levar um bom tempo para que os resultados do tratamento possam estar disponíveis, visto que são vários níveis de pesquisas.

  1. A evolução do azulzinho

Embora esse medicamento ainda não esteja disponível no mercado, a ciência já vem estudando uma nova geração de remédios que atuem inibindo a PDE, tal como o Viagra e seus similares naturais, um deles, o Vialis Plus funciona e tem comprovado isto mediante ótimos resultados.

Essa nova leva terá uma ação mais ágil e que irá atuar de forma direta sobre os corpos cavernosos do pênis. Com isso, é possível minimizar os efeitos colaterais.

  1. Terapia usando ondas sonoras

Alguns aparelhos já existem no brasil, mas o problema é que todos possuem o mesmo princípio de funcionamento, que são as ondas de baixa intensidade que promovem um aumento da vascularização peniana.

Essa é a mesma energia ultrassônica que se utiliza para a quebra de cálculos renais, porém em quantidade adequada ao pênis.

Esse tipo de tratamento só é indicado para os pacientes que não apresentam uma boa resposta aos medicamentos orais.

  1. Spray sublingual

Esse medicamento é manipulado tendo como base os mesmos princípios ativos do Cialis e do Viagra. A diferença é que a absorção é melhor. No entanto, servem principalmente como um retardador da ejaculação.

O fato é que a medicina está avançando e a tendência é que os tratamentos vão ficando cada vez mais eficientes!